quinta-feira, 19 de maio de 2011

Square Enix com algumas dificuldades



Artigo traduzido:


Without Eidos, Square Enix Would Be In Serious Trouble


Square Enix tem tido um pouco de dificuldade nos últimos tempos, o que resultou num lucro líquido de 148.400.000 $ para o ano fiscal que terminou em 31 de Março de 2011. No entanto, em 2009 quando comprou uma Eidos sitiada, as coisas estavam a começar a melhorar para a empresa. Eles estavam a expandir as suas oportunidades enquanto continuavam a crescer as suas propriedades existentes e que culminaram em lançamentos como o Batman: Arkham Asylum, Final Fantasy XIII e Just Cause 2. Também tiveram o seu primeiro aumento no lucro líquido para uma quantidade considerável de tempo. Mas, devido á bastante franca admissão de Square Enix sobre sua própria qualidade, e cancelamento de muitos produtos não anunciados , sem Eidos as coisas seriam muito piores. Pode-se até dizer que a Eidos é um fator primordial para o que está a mantê-los juntos agora.

Desde a aquisição da Eidos, que houve 10 lançamentos para as consolas PS3 e Xbox 360. Cinco desses lançamentos são os títulos Eidos: Mini Ninjas, Batman: Arkham Asylum, Just Cause 2, Kane & Lynch 2: Dog Days e Tomb Raider Trilogy Pack. Não parece muito mau, até se considerar que apenas um dos títulos restantes foi feito pela Square Enix - Final Fantasy XIII. E os outros títulos são apenas subjectivamente bons, com Star Ocean: The Last Hope International, Nier, Front Mission Evolved e MindJack. Supreme Commander 2 é o único que recebeu elogios a nível mundial.

Os cinco títulos não correspondem apenas a Square Enix em termos de capacidade, eles também contribuiram com uma grande quantidade de vendas para a empresa. Isso somado é apenas 9 milhões de unidades, enquanto que os títulos restantes contribuíram com cerca de 8 milhões (cerca de 6,5 do qual era de Final Fantasy XIII).

Também podes olhar para os próximos lançamentos de alto perfil para ver o quanto a Square Enix Eidos está a utilizar. Tem Deus Ex: Human Revolution, Tomb Raider, Hitman: Absolution e Thief IV, apesar de que nunca foi formalmente anunciado. Em outra parte, de outras partes da Square Enix, tem Final Fantasy XIII-2, Dungeon Siege III, Kingdom Hearts: Dream Drop Distance e Final Fantasy Type-0. Final Fantasy Versus XIII e Dragon Quest X estão, naturalmente, também em produção, mas nós vimos e ouvimos muito pouco sobre qualquer um deles. Também não há data oficial sobre quando vai sair.


Assim, dos oito, ou até mesmo dez, dos próximos lançamentos de alto perfil, quatro são da Eidos. Não é difícil de ver que três dos quatro jogos são uns dos mais vendidos, sobretudo no Ocidente. Kingdom Hearts: Dream Drop Distance é improvável que que se volte a tocar neles e Dungeon Siege II / Final Fantasy Tipo-0 estão a perder canhões. Final Fantasy XIII-2 é a unica esperança para a Square Enix fora da Eidos, mas é improvável que tenha muitas vendas, tal como Final Fantasy XIII. O primeiro Final Fantasy nesta geração é sempre o mais vendido, e na ultima sequela \(Final Fantasy X-2), não teve tanta força como o Final Fantasy X.

Como isso pôde ter acontecido, então? Na época do movimento, a Square Enix ainda era considerada uma editora japonesa premier e muitas pessoas pensavam que Square Enix iam comprar a Eidos para reforçar a sua oferta - para que eles pudessem ir para as audiências japonesas e as ocidentais. No entanto, parece que a mudança foi realmente para esconder os seus defeitos. Yoichi Wada ainda referiu que antecipou o seu desenvolvimento interno para diminuir na qualidade , mas só que acabaram por diminuir mais do que o esperado .

Certamente há nada de errado em confiar na Eidos. Afinal, eles têm alguns jogos de qualidade superior à espera nos bastidores e por isso eles foram comprados em primeiro lugar. No entanto, se a Square Enix pretende assegurar aos seus fãs que as coisas estão bem, talvez eles devessem começar a focar-se nos seus próprios estúdios internos e desenvolvimento. A empresa é chamada Square Enix, não Eidos, e normalmente quando uma empresa compra outra, o subsidiário continua assim, o subsidiário. Ela não se torna propriedade premium. Dizer que eles irão ampliar as suas ofertas sociais e desenvolvimento é pouco para tranquilizar alguém, mas se eles precisam de fazer isso para se manter no mercado, então não deve ser visto como uma coisa má. Mas nós estaremos a focar-nos mais sobre esse assunto nos nossos próximos artigos que vão olhar para o que está a acontecer exactamente de errado com a Square Enix de momento.

É também preciso salientar que a Square Enix colocou um pouco de foco em handhelds, mas, novamente, vamo-nos focar nesse assunto num artigo futuro.

1 comentário:

  1. Fui eu que taduzi o artigo por isso espero que nao tenha erros :D

    ResponderEliminar

Lara's Backpack

Lara's Backpack
Lara Croft and Tomb Raider are trademarks or registered trademarks of Square Enix Ltd

Estatisticas

* Online desde 2003
* Totalmente Português Europeu
* Fansite oficial desde 2009
* Mais de 260.000 visitas desde 2010
* Mais de 1.700 artigos

Random

randomposts