Análise Tomb Raider 6 - :: Lara´s Backpack ::

Destaques

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Análise Tomb Raider 6


É difícil encontrar algum fã da série Tomb Raider que tenha gostado 100% do sexto game oficial, o Tomb Raider: The Angel of Darkness. Isso porque quando foi anunciado o jogo era a nova promessa da série com elementos e novidades que iriam desbancar todos os anteriores. Partindo do anúncio que esse seria o primeiro game para o PlayStation 2, deixando a Lara de pixels de lado, a desenvolvedora 'Core Design' prometeu um novo e surpreendente game que marcaria a chegada de Lara na nova geração em grande estilo.

Um ótimo enredo digno de filme de suspense, deixava um pouco a Lara exploradora de lado para dar lugar uma personagem injustiçada por estar sendo acusada do assassinato de seu mentor em arqueologia, Werner Von Croy. Passando todo o game tentando provar sua inocência e indo atrás das pinturas obscuras, que foi o último pedido de Werner antes de morrer, Lara partiu numa aventura até Paris, Praga, dentro do museu do Louvre e em outros locais que você só saberá jogando.

Poucos sabem, mas a desenvolvedora 'core' quis mudar o nome 'Tomb Raider' mas graças a Eidos isso não foi possível, já que a idéia não foi aceita. Se tudo o que foi prometido tivesse realmente sido colocado no game e muito bem trabalhado, com certeza Tomb Raider 6 teria sido um sucesso de crítica e entre os fãs. Falar que a 'Core Design' não teve tempo para criar e trabalhar nas idéias seria uma mentira, já que levou 3 anos desenvolvendo a sexta aventura da heroína.


O único e grandioso problema, foi o dinheiro da Eidos investido na produção que segundo eles não foi nada satisfatório e ainda com a cobrança em ter que lançar o game o quantes antes, o resultado que foi parar nas prateleiras de lançamentos de games não foi o que os fãs esperavam após tantas promessas. Um jogo cheio de falhas e com uma Lara lenta deixou o trabalho a desejar, mas nem mesmo assim o game deixou de ser aceito pelos fãs. Embora tivesse os problemas menciondos, TR 6 agradou sim, já que se tratava de um novo jogo de Lara trazendo muitas novidades mesmo com tantos defeitos.

Querendo ou não, AOD foi o divisor de águas da era 'Core'. Com os gráficos infinitamente melhores que os jogos anteriores, esse foi um game ainda assim muito bom com um ótimo enredo e uma trilha sonora impecável. Muitos momentos alucinantes e 'sombrios' garantem um novo e totalmente diferente clima para um game da série. Lara passa todo o jogo tentantando provar sua inocência e a cada novo cenário ela pode ser pega pela polícia.

Nessa busca ela encontra por acaso Kurtis Trent que passa a ajudá-la, e os dois vêem que as semelhanças entre eles eram maiores do que simples coincidências. Durante a jornada juntos, você pode controlar Kurtis ou Lara, mas é claro que o grandão é mais durão para ser controlado e ainda tem poderes sobrenaturais para ajudar nos combates.

Se tivesse mais investimentos e tempo para ser finalizado, o Tomb Raider 6 seria o 'game perfeito' da Core Design. Mas como nada é perfeito, aconteceu o que deveria acontecer. Um jogo muito bom para talvez uma equipe ainda inexperiente com a nova forma de criar um jogo. O que faltou na verdade, foi um pouco de paciência por parte da Eidos já que nos games anteriores era muito mais fácil para criar um jogo e todo mundo apesar de estar 3 anos desenvolvendo ainda engatinhava com as novas técnicas.

Assim como todos os jogos clássicos ou já da nova era pós 'Crystal Dynamics', Tomb Raider 6 merece sim a sua atenção e cada minuto ao ser jogado. Uma trilha envolvente, com um enredo sombrio mesmo com algumas falhas, consegue sim se sobressair e dar ao jogador 'quase tudo' o que ele espera de um game de Tomb Raider. Você duvida? Então procure e compre logo a sua versão do sexto game e veja se realmente se esse "anjo" trouxe "trevas" para a série ou se tudo isso não passa de uma simples questão de gosto.

1 comentário:

  1. cara esse jogo é muito bom mesmo cara , eu joguei e recomendo , tudo prende a pessoa nesse game a história o disgner das fases , tudo .... pena que a EIDOS não pode esperar mais seria um jogo perfeito pela osadia que ele possui

    ResponderEliminar