sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Análise Tomb Raider 5

No ano 2000, muitos fãs da série acreditavam que a heroína mais sexy dos videogames não voltaria tão cedo com novas aventuras na bagagem, mas foi exatamente o contrário. Após o trágico fim do quarto game da série, ninguém imaginava como Lara poderia estar viva após ser soterrada pela tumba de um deus egípcio num desmoronamento. Com o lançamento de ''Tomb Raider: Chronicles'', muitas respostas eram esperadas mas nem tudo foi explicado. Todo o jogo se passa com narrativas dos amigos da família Croft e do padre Dunstan, o sarcedote preferido de Lara e de seus pais.

Falar que Tomb Raider 5 não trouxe inovação é mentira, mas as novas focaram mais nos movimentos de Lara e no aprimoramento gráfico que mesmo sendo sutil, fez uma diferença e tanto. Lara passa por vários momentos de sua vida através das lembranças de seus amigos, onde nas quais você vai jogando em cada uma delas. Você passa por vários momentos alucinantes como por exemplo quando Lara precisa invadir uma torre de segurança para recuperar um artefato que lhe era muito precioso. Entre outras ocasiões, a personagem também precisa invadir um submarino russo, que por sinal é uma ótima fase.

Uma curiosidade que muitos nem perceberam, mas após as reclamações que vinham desde Tomb Raider 3, onde Lara havia ficado menor na tela, em Tomb Raider 5 os desenvolvedores aumentaram a personagem deixando-a visivelmente maior que nos games anteriores. A idéia inicial de jogarmos através das lembranças de seus amigos, pra mim foi bem inteligente. Um gancho que serviu para explorar um pouco mais da personagem em sua adolescência. Os novos movimentos no lançamento eram espetaculares e se comparados aos de hoje é até covardia.


Entre os novos incluídos naquela época, estavam o de andar numa corda e o de usar barras paralelas para também chegar a novos caminhos, entre vários outros. Muitas pessoas amaram as animações durante o jogo garantindo muitos momentos que ficaram marcados para os fãs, como o que ela pula do topo de um prédio de asa-deltas fugindo de seguranças.

Tomb Raider 5 não foi muito querido por uma parte dos fãs, mas inegável dizer que por mais que seja mais do mesmo, é sim um game da série, tem muita ação, mistério e emoção nos momentos em que suas aventuras são lembradas. Mas, Lara Croft realmente estava morta? Afinal de contas o que teria acontecido após o fim do jogo? Essas eram as questões que mais 'martelavam'  na cabeça dos fãs pelo mundo inteiro.

Cenários inéditos e bem inteligentes nos fazem aproveitar ao máximo cada jogada. Iluminação bem aproveitada deixando em cada canto de um novo cenário a expectativa do que poderia estar escondido esperando por Lara. Sons muito bem produzidos nos dando sustos nos momentos mais remotos do jogo.

Ótimo trabalho que infelizmente não caiu no gosto popular. Talvez por ser mais do mesmo sem nenhuma grandiosa inovação? Não podemos julgar, já que o trabalho de criação foi bem elaborado e mais um game da franquia havia sido lançado. Se você está conhecendo a série agora, não deixe de jogar!

TOMB RAIDER: CRÔNICAS é o penúltimo game da era Core Design, só por esse fato já vale a pena qualquer custo que você tenha para desembolsar essa aventura!

1 comentário:

  1. Amo esse jogo foi o jogo de tomb raider q mais joguei no pc xD, acho q tb não agrdou muito pq tb num tinha extras incriveis e jogaveis, mas o jogo normal já vale a pena. Acho q nesse jogo foi a unica vez q vi Lara Croft da certo num ambiente de terror.
    E ainda achei bem barato, conseguir por 20 reais e ainda vinha um poster do Tomb Raider Legend.

    www.harmoniaemamarelo.blogspot.com

    ResponderEliminar

Lara's Backpack

Lara's Backpack
Lara Croft and Tomb Raider are trademarks or registered trademarks of Square Enix Ltd

Estatisticas

* Online desde 2003
* Totalmente Português Europeu
* Fansite oficial desde 2009
* Mais de 260.000 visitas desde 2010
* Mais de 1.700 artigos

Random

randomposts